Viajar e poder conhecer lugares novos, culturas diferentes é uma das melhores coisas da vida. E nada mais natural do que querer compartilhar com seus amigos esses momentos nas redes sociais. Alguns já começam postando a foto da passagem aérea e é aí que mora o perigo!

Nem precisa ser um grande hacker ou ter grandes habilidades em programação. Tudo acontece porque quando você posta a imagem das passagens, seus dados pessoais, que deveriam ser secretos, estão lá!

Seus dados estão impressos nas passagens e etiquetas de bagagem além do código de barras que contém informações utilizados pelas Cias. Aéreas para verificar voos, trajetos, ter certeza de que não há assentos vendidos em duplicidade por engano, entre outros pormenores.

Buscando fotos no Instagram a partir de hashtags, como #airplanetickets, #passagemaerea, #partiuvajar, #partiueuropa, #partiuamerica ou outras similares, é possível chegar a diversas fotos com passagens, incluindo algumas com dados bem nítidos, como códigos de barras e nomes completos.

Um prato cheio para os criminosos virtuais!

Com acesso a essas informações as possibilidades são infinitas e não apenas o comprometimento de sua viagem em caso de dados comprometidos. Um criminoso pode, por exemplo, saber que você comprou uma passagem, ter acesso aos dados e enviar um e-mail, fingindo se passar pela companhia aérea, pedindo para confirmar seus dados do cartão de crédito e obter mais dados. Outra ação praticada é o roubo de milhas.

Enquanto as coisas não mudam, o melhor é se precaver!

Comentários

commentários